BEM-VINDO À ONCOCLIN!

Tratamento de quimioterapia em Manaus

A quimioterapia é um dos principais tratamentos oncológicos e a Oncoclin é a clínica particular de referência em tratamento quimioterápico em Manaus.

ícone do whatsapp
agende agora!
Por:
Oncolin Manaus
2/8/2021
11:33

A quimioterapia é um dos principais tratamentos oncológicos e o método mais utilizado para combater o câncer. O tratamento da quimioterapia utiliza medicamentos que se misturam com o sangue e são distribuídos por todas as partes do organismo.

Dessa forma, os medicamentos conseguem alcançar as células doentes que formam o tumor e evitar que essas células se espalhem e agravam o câncer.

Em uma estimativa realizada pelo INCA¹ no ano de 2018, houve 18 milhões de novos casos de câncer no mundo. No Brasil, os números de óbitos por neoplasias no ano de 2019 foram de quase 233 mil, segundo estimativas do INCA².

A quimioterapia é uma das modalidades de tratamento mais escolhidas para cura do câncer, controle dos tumores e paliação. Os quimioterápicos possuem algumas diferenciações de acordo com a sua finalidade e são classificados como: monoquimioterapia, quimioterapia paliativa, quimioterapia adjuvante, quimioterapia neoadjuvante, quimioterapia concomitante à radioterapia e poliquimioterapia.

O tratamento da quimioterapia é planejado de acordo com as especificidades de cada câncer, seguindo orientações médicas e um cronograma que varia para cada paciente.

A eficácia da quimioterapia é comprovada, pois ela vem contribuindo deforma decisiva no aumento da cura do câncer e na recuperação das pessoas com neoplasias.

O que é Quimioterapia?

A quimioterapia é realizada por meio de medicações que atuam diretamente nas células doentes que formam os tumores. Ela envolve substâncias citotóxicas, e é subdividida em seis tipos:

  • Monoquimioterapia: é utilizado apenas um agente quimioterápico;
  • Poliquimioterapia: ao contrário da monoquimioterapia, nesse tipo de quimioterapia é associado várias substâncias citotóxicas conjuntas, com diferentes formas de ação no organismo do paciente, com objetivo final de reduzir as doses de cada medicamento e fazer com que as substâncias citotóxicas associadas se potencializem;
  • Quimioterapia neoadjuvante: é realizada antes das cirurgias e radioterapias, com objetivo de redução do tumor;
  • Quimioterapia adjuvante: os medicamentos quimioterápicos são utilizados após a cirurgia, com a finalidade de acabar com células cancerígenas e evitar metástases;
  • Quimioterapia concomitante à radioterapia: é quando se associa o tratamento quimioterápico à radioterapia, administradas em conjunto, com intuito de potencializar o tratamento com os efeitos da radiação;
  • Quimioterapia paliativa: é utilizada em casos onde não há mais perspectivas de cura, ela atua na manutenção e na melhora da qualidade de vida do paciente.

O tratamento da quimioterapia é geralmente muito tolerável pelos pacientes e representa uma etapa crucial no tratamento de câncer, quando realizada com procedência médica em clínicas oncológicas capacitadas.

Para que serve a Quimioterapia?

A quimioterapia é utilizada principalmente em pacientes diagnosticados com câncer, podendo ser utilizada de diversas formas diferentes, de acordo com objetivo de cada caso específico. Os principais objetivos da quimioterapia são:

  • Curativo: serve como uma intenção curativa, a fim de erradicar os tumores presentes por completo;
  • Controlar a doença: serve para controlar a doença no estágio atual, nos casos onde não há perspectivas de melhora ou intenção curativa, pois a quimioterapia também serve para evitar que o tumor cresça ou se espalhe e evitar metástases;
  • Paliativo: serve para melhorar a qualidade de vida dos pacientes com câncer em estágio avançado, para aliviar alguns sintomas do câncer.

A quimioterapia pode ser utilizada em diversas situações e estágios da doença, desde a quimioterapia primária até após a cirurgia oncológica, como forma de evitar metástases ou evitar a recidiva do câncer.

Há diversos tipos de câncer, cada um atua de uma forma no organismo e deve seguir um tratamento quimioterápico específico. Em alguns casos a quimioterapia pode ser associada com alguns outros tratamentos, como a radioterapia, por exemplo.

Da mesma forma, é o principal tratamento para combater o câncer e um dos procedimentos mais comuns realizados nas clínicas oncológicas. O tratamento deve ser prescrito e recomendado por um médico especialista de acordo com as características de cada neoplasia.

Como funciona a Quimioterapia?

O procedimento da quimioterapia pode variar de acordo com cada clínica oncológica e cada caso específico. O oncologista irá avaliar qual a dosagem adequada de medicamentos quimioterápicos que será administrado no paciente, qual será a via de administração, o período e a frequência do tratamento, dentre vários outros fatores específicos do processo.

Em alguns casos há um padrão elaborado por protocolos clínicos que determinam quais os medicamentos quimioterápicos e dosagem, porém, o médico poderá indicar o melhor protocolo a ser seguido com bases em algumas informações importantes sobre o paciente, como:

  • O tipo de câncer;
  • Idade do paciente;
  • Estágio da doença;
  • Estado de saúde do paciente.

Após determinar a dosagem, a frequência do tratamento também poderá ser alterada para cada paciente. O ciclo de tratamento, ou seja, o número de aplicações dos medicamentos e o intervalo entre duas doses, geralmente seguem um intervalo regular. 

O número desses ciclos é estabelecido também com base nas especificidades de cada paciente, citadas anteriormente. De acordo com informações do Instituto Nacional de Câncer (INCA)³, o tratamento da quimioterapia é realizado por enfermeiros e auxiliares de enfermagem e os medicamentos poderão ser administrados de diferentes formas, como:

  • Via intravenosa: a medicação é aplicada por meio da rede venosa ou por meio de cateter, no formato de injeções ou soro;
  • Via oral: a medicação é em forma de cápsulas, comprimidos e líquidos que são ingeridos pela boca e poderão ser administrados em casa;
  • Via subcutânea: a medicação é administrada pela pele, por meio de injeções;
  • Via intramuscular: a medicação é aplicada por meio de injeções diretamente no músculo do paciente;
  • Via intracraneal: a medicação é administrada pela espinha dorsal, é uma forma menos frequente e deve ser realizada pelo médico;
  • Via tópica: a medicação é administrada sobre a pele ou mucosa na região afetada.

Efeitos colaterais da Quimioterapia

Alguns efeitos colaterais da quimioterapia poderão ocorrer em alguns pacientes, os mais comuns são:

  • Fraqueza;
  • Diarreia;
  • Enjoos;
  • Vômitos;
  • Queda de cabelo;
  • Tonturas.

Embora possam ocorrer alguns efeitos adversos da quimioterapia, o paciente poderá manter as atividades habituais normais, sem nenhuma restrição específica do tratamento. É muito importante ter um acompanhamento médico e manter os enfermeiros e demais profissionais informados sobre a ocorrência de qualquer efeito adverso.

Conheça mais sobre nosso trabalho na Oncoclin, somos uma clínica oncológica que oferece o tratamento de Quimioterapia em Manaus, com o que há de mais avançado na área de tratamentos oncológicos e uma equipe especializada para te dar todo o suporte necessário.

Fontes
  1. https://www.inca.gov.br/estimativa/introducao
  2. https://www.inca.gov.br/numeros-de-cancer
  3. https://www.inca.gov.br
ícone do whatsapp
agende agora!